• Eté Origens Brasileiras

#SLOWTEABRAZIL

Essa é uma das hashtags que você vai encontrar muito pelas redes sociais a partir deste ano.


No final de 2018, a especialista em chás Dani Lieuthier, em seu perfil nas redes sociais, jogou no ar uma frase – “Vamos fazer uma fábrica coletiva de chá” – onde as pessoas interessadas deixariam um coração verde nos comentários. Esse singelo momento de reflexão e, quase uma brincadeira, acabou se transformando num grupo aberto no WhatsApp – que soma hoje um total de cerca de 150 participantes de todo o país – e deu origem ao Movimento Slow Tea Brazil (com “Z” mesmo, porque as proporções são mundiais).


Inspirado no Slow Food – movimento internacional criado na Itália em 1986, com três grandes missões: a defesa da biodiversidade alimentar, a difusão da educação do gosto e a aproximação dos agricultores com os consumidores – o #movimentoslowteabrazil tem atraído entusiastas, produtores rurais, empreendedores, importadores, marcas e especialistas em chás e em várias outras áreas de todas as regiões do Brasil, afim de buscar novos caminhos para o cultivo e consumo de chás (abrangendo, na palavra “chá”, todas as infusões).


Na tarde de ontem, sábado – 2 de Fevereiro de 2019 –, aconteceu a primeira reunião aberta do #slowteabrazil, transmitida ao vivo pelo Instagram. Nela, o conceito do Movimento foi abordado, além de ser apresentado oficialmente um Manifesto elaborado por algumas pessoas que compõem o grupo de comunicação. Dá uma olhada!


“Somos um movimento com o propósito coletivo de aproximar o consumo e o cultivo de chá e plantas medicinais com base nos princípios de sustentabilidade, qualidade, trocas justas e relações transparentes, em um ciclo completo de cooperação.


Nosso objetivo é trazer mais consciência ao consumidor de chás e infusões, através de uma comunicação didática nas redes sociais e de reuniões para debate de assuntos essenciais para que possamos viver com saúde e alegria. Além disso, temos como intenção facilitar o comércio de produtos mais saudáveis como, chás, plantas medicinais e especiarias.


O Slow Tea Brazil nasce de uma necessidade coletiva: estruturar marcas de chá e viabilizar sua produção. Num caminhar conjunto, temos a intenção de curar não só quem consome chá, mas também o ciclo dos produtos que consumimos, para criar uma comunidade próspera. Que a paz, o amor e a abundância alcancem todos os seres: quem planta e colhe, quem transporta, quem alquimiza, quem vende e quem consome, no caminho entre a terra e a Terra.”


O conceito abraça a todos. Grandes marcas também podem aderir ao Movimento e ter um produto #slowtea, assim como importadores de pequenos produtores/produtores locais também se incluem. O importante no #slowteabrazil é fortalecer raízes, valorizar o pequeno e, além disso, saber o rastreamento do produto destinado ao consumidor final.


Inspirador, não é?


Se você se interessou em, de alguma forma, fazer parte desse novo horizonte cheio de boas perspectivas, é só acessar o IG #slowteabrazil e acompanhar toda essa caminhada – você pode também entrar no grupo aberto do WhatsApp pelo link de acesso disponível no perfil do Movimento.



"mesmo sabendo que não há tempo de sobra eles escolhem viver a versão mais bonita da vida”

- girassóis, de Rupi Kaur

Photo by Aaron Burden on Unsplash

53 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Fique por dentro das novidades!

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram